Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

A Comissão da Verdade - estátua de sal?...

Temos recebido informações de casos de tortura, psicológica ou não, até de crianças pequenas, em creches e escolas públicas brasileiras, fato que é ignorado pela maioria dos formadores de opinião e que só tem vindo timidamente a público através da instalação de câmeras de vídeos nos prédios, já que os pais muitas vezes não desconfiam ou até têm medo de acreditar nessa possibilidade. Vamos refrescar nossa memória clicando aqui.
Outros casos de tortura ocorrem nos "bastidores" das caçadas policiais, mas esses nunca vêm mesmo a público em detalhes, são muito bem abafados, pois dá que alguém descubra o que se passa - de fato - no interior das delegacias de polícia e nos centros de detenção provisória? Mas as possibilidades são mínimas! Quais familiares desses presos terão coragem de denunciar as torturas, sob pena de ter seu filho, irmão, namorado ou marido, assassinado como queima de arquivo?...
Após a tortura e até uma possível soltura, a vida do preso vira um INFERNO - não p…

Menos gaiolas, mais asas!

Finalmente, mais escolas brasileiras utilizam uma nova metodologia! Uma nova escola, para o aluno do século XXI. Na dianteira, a rede pública! Leia clicando aqui.

Conheça o Projeto Gente, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, clicando aqui.

Plano Municipal de Educação de São Paulo: plenário vazio

Impressionante, a pequena participação de entidades e cidadãos à primeira audiência temática de discussão do Plano Municipal de Educação de São Paulo, na Câmara Municipal. Deu a impressão de haver um boicote...
Mas o importante é que foi dado início ao trabalho, pois o Plano já está com dois anos de atraso, e ficou claro que o PL 415/2012 precisa de muitos ajustes.
Devido ao número mínimo de profissionais presentes, não pôde ser aprofundado o principal assunto em pauta nessa data - a valorização do professor. Mauro e eu, porém, pudemos fazer diversas colocações a respeito do financiamento da educação, da gestão democrática e da qualidade da educação. Queremos, nesta primeira fase de discussão do projeto, que haja um levantamento sobre a forma como são aplicadas as verbas destinadas à manutenção e ao desenvolvimento do ensino, sobre a forma como é realizada a eleição dos Conselhos de Escola e sobre o motivo pelo qual os alunos recebem apenas 75% das aulas durante o ano letivo. A íntegr…

Acompanhe as audiências do Plano Municipal de Educação de São Paulo!

Segue link para a audiência realizada ontem, 23 de maio, e cronograma das próximas audiências conjuntas das Comissões de Administração Pública e de Educação da Câmara Municipal de São Paulo:

Entidades querem mudanças no Plano Municipal de Educação
Cheque o endereço de cada audiência e compareça em todas. As reuniões são abertas a todos os cidadãos e o Plano Municipal de Educação de São Paulo está com dois anos de atraso!
O EducaFórum vai participar de toda a programação e comentará as discussões. Até lá!

Fórum Municipal de Educação da Cidade de São Paulo, 20 anos cobrando educação de qualidade!

Há exatos 20 anos, neste mês de maio, foi constituído por nós, pais de alunos, o FÓRUM MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO, como ferramenta para cobrar educação de qualidade do poder público e garantir a participação dos pais e da comunidade na gestão das escolas. 
Já cansamos de contar esta história aqui no blog, como você pode ver, por exemplo, clicando neste link: Nós fizemos história, e daí?Por isso, levamos um susto quando fomos informados da "instalação do Fórum Municipal de Educação de São Paulo, em 8 de maio deste ano". Soubemos aliás dessa "instalação" na mesma data, 8 de maio, durante a 1ª Audiência Pública do Plano Municipal de Educação, na Câmara Municipal de São Paulo, por um representante da Secretaria Municipal, justificando a ausência do Secretário Cesar Callegari à reunião, pois estaria naquela mesma hora fundando o tal fórum... Respondemos que muito estranhamos tal "fundação", já que essa atitude havia sido tomada há exatamente 2…

Aluno de 6 anos suspenso por mau comportamento e "hiperatividade"

Temos nos empenhado em evitar a expulsão de muitas crianças da rede particular, procedimento que está  muito em alta. Leia alguns casos anteriores clicando aqui.
Desta vez é um menino de 6 anos que recebeu a pecha de hiperativo e uma suspensão, além de a mãe ter precisado contratar uma psicóloga. Não se trataria porém de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade), pois ele não tem problemas de atenção.
Leiam abaixo a mensagem recebida da mãe do menino:
Boa noite, hoje, meu filho de 6 anos, que frequenta o 2º ano do fundamental, chegou com uma suspensão, devido reincidência de mal comportamento, mas não é nada grave, bagunça de criança. Gostaria de saber da legalidade da suspensão, se a escola pode suspender uma criança de 6 anos, que nem tem a menor idéia do que é uma suspensão. A escola também pediu a visita da psicóloga do meu filho, a qual visitou a escola na semana passada e passou (a pedido da escola) algumas dicas, para juntas direcionarem o tratamento melhor ao …

Ainda sobre a 1ª audiência pública do PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Dando continuidade ao assunto, segue o link para o vídeo editado pelo Mauro:
http://movimentocoep.ning.com/profiles/blogs/plano-municipal-de-educacao-de-sao-paulo-sera-que-agora-vai

Assista também ao convite dos vereadores da Comissão de Educação da Câmara para a apresentação do Fórum Municipal de Educação em sua próxima reunião ordinária, dia 15 de maio. Nada mais justo, já que a Comissão de Educação foi a primeira instituição procurada pelo Fórum na época de sua constituição, há exatamente 20 anos, neste mês de maio. O EducaFórum é um "filhote virtual" do FMESP: ele surgiu no ano 2000 junto com a explosão digital e ampliou sua atuação, dando apoio a pais e alunos de todas as partes do Brasil, via Internet.
COMPAREÇA: Quarta-feira, dia 15 de maio, às 14:00, na Comissão de Educação da Câmara
Municipal de São Paulo - Viaduto Jacareí, 100 - Centro (saída do Terminal Bandeira)

A Comissão de Educação é suprapartidária, ou seja, constituída por vereadores de partidos diferentes, por…

Transalfabetização: o futuro é agora

Muito interessante entrevista com a doutora em meios de comunicação francesa Divina Frau-Meigs, para entender melhor a questão da alfabetização digital: Veja este trecho:

Os estudantes acreditam que sabem tudo, a partir de sua perspectiva de lidar com computadores e tablets. E os professores dizem que se os alunos tiverem bons conhecimentos para ler e escrever é suficiente. É necessário romper essas resistências com sensibilização, em aulas práticas. Por exemplo: peço aos alunos que procurem toda informação que precisam para seus projetos. Eles respondem: “há milhões de dados, não sei por onde começar”. Ensinar a eliminar, avaliar, qualificar, assessorar, mudar, esse é o papel da escola. É uma maneira de aprender a aprender, que é o que devemos voltar a colocar no centro do projeto curricular.
Leia a entrevista completa clicando no link:
http://movimentocoep.ning.com/profiles/blogs/a-escola-necessita-se-transalfabetizar


Durante a discussão do PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO...

Se você tiver lido o último post, sobre a 1ª Audiência Pública referente ao PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, ficou sabendo que ela foi organizada pela Comissão de Administração Pública da Câmara Municipal e que, no mesmo horário, a Comissão de Educação estava reunida em outro plenário, em andar diferente. Tivemos então que nos dividir: eu fiquei na audiência sobre o PLANO DE EDUCAÇÃO, no 1º andar, e o Mauro subiu ao 8º andar, para acompanhar a reunião da Comissão de Educação, cuja pauta incluía a discussão de nada mais nada menos que 12 Projetos de Lei!
Os nobres vereadores não gostam de ser criticados - quem gosta? - mas não tem como se achar suficiente uma audiência para discutir, aprovar ou rejeitar 12 Projetos de Lei ao mesmo tempo... Aliás, cada projeto precisa de pelo menos duas audiências antes de ser aprovado ou arquivado. 
Leiam o excelente relato do Mauro sobre sua participação nessa audiência da Comissão de Educação clicando aqui e assista também aos dois vídeos gr…

Plano Municipal de Educação de São Paulo - Será que agora vai?

Um assunto tão importante como o Plano Municipal de Educação não chama a atenção da sociedade e assim também da mídia... Isto é Brasil!
E por que um Plano Municipal de Educação seria importante?... 
Durante as últimas 5 gestões municipais, aqui em São Paulo, a qualidade do ensino tem rolado ladeira abaixo. Isto, aliás, não é problema apenas do município de São Paulo, mas da maioria dos municípios, dos estados brasileiros e até do governo federal. E o segundo principal motivo - sendo o primeiro a falta de vontade política  - é justamente a falta de PLANOS DE EDUCAÇÃO, em todos os níveis governamentais. 
Trocando em miúdos: nos municípios e estados que ainda não possuem um PLANO DE EDUCAÇÃO, ou seja, NA MAIORIA ABSOLUTA DOS MUNICÍPIOS E ESTADOS BRASILEIROS, entra-governo, sai-governo, cada um faz o que quer e tudo fica como está. Ou seja, no marasmo! 
O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PNE, está indo mais rápido e já está no Senado Federal para aprovação.
Bem, esta introdução foi para informa…

Mais uma aluna de 5 anos expulsa da escola "por TDAH"

Quando dizemos que o maior problema da educação brasileira não é a qualidade do ensino, chovem críticas. Pior ainda, quando ousamos apontar problemas da escola particular.
Este blog é um retrato da educação brasileira do ponto de vista dos pais de alunos, sejam da rede pública ou particular. Recebemos mensagens de pais das duas redes e de todos os cantos do país, portanto, o que trazemos aqui é real. O que se pode dizer é que é impossível medir toda a dimensão dos problemas, porque os pais de alunos, assim como os brasileiros em geral, não têm o hábito de por a boca no trombone, portanto, a situação é certamente muito mais crítica do que se apresenta.
Segue mensagem sobre a expulsão de mais uma aluna de escola particular, com apenas 5 anos de idade. Entre muitas outras mensagens, lembramos aquela sobre um menino ainda mais novo, com 4 anos, que conseguimos convencer a mãe a retirar da escola, antes que fosse sumariamente expulso. Leia esse caso anterior clicando aqui. O caso atual, p…