Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2010

A escola que deseduca III - O bullying "docente"

Dando continuidade a esta nova série, segue um assunto que você não vai ver no Fantástico nem em outro lugar de destaque na mídia: uma professora de uma escola municipal de São José do Rio Preto atirou o apagador na cabeça de um aluno, que precisou levar pontos para fechar o ferimento.



A classe docente brasileira costuma argumentar que "a educação vem de casa". Esse é o refrão mais ouvido nas escolas e nas matérias que tratam de educação na mídia. Trata-se de uma campanha maciça dos sindicatos da "educação" no sentido de responsabilizar o aluno e a família pelo fracasso e pela violência da escola. Essa campanha tem sido tão eficaz, que nem mesmo casos como o acima ou aqueles que divulgamos recentemente, de crianças levando "livradas" ou "reguadas" de professores, conseguem convencer a sociedade de que a escola também educa - ou então deseduca.

A postura do professor, do coordenador pedagógico, do diretor de escola e demais profissionais do ensino …

A linguagem da dor

Imagem
Minha amiga Cremilda fala a linguagem da dor. Essa linguagem não é agradável, polida nem politicamente correta. Ela é autêntica. E hoje a Cremilda deu um depoimento pesado e sentido no programa Assembléia Popular. Falou de um assunto que só ela poderia tratar com tanta clareza e perspicácia. Nem sempre a Cremilda fala a linguagem da dor. Às vezes ela se sai com tiradas irônicas que acabam se tornando referência no pequeno mundo que se atreve a criticar essa instituição sagrada chamada escola. São dela, por exemplo, as expressões

- "Surdoria da educação" (em contraponto a "ouvidoria da educação"), -"Na educação pública redescobriu-se a lei da gravidade: em vez de cair, o fruto podre sobe" (mostrando a impunidade que impede a responsabilização dos maus profissionais, muitas vezes até promovidos, como o professor que promoveu o bullying contra um aluno, chamando-o de "bicha"e passando a coordenador "pedagógico" em outra escola),- ou a sens…

Mais uma pesquisa inú(p)til do Inep(t)

Imagem
Já cansamos de pedir para o Inep(t) que faça a pesquisa mais importante para entender o marasmo em que se encontra o ensino público no Brasil: o levantamento das aulas vagas nas escolas do país. Na falta dessa pesquisa, que nunca foi (nem será) feita, leia aqui.

A novidade é uma nova pesquisa inú(p)til do Inep(t): aquela que fundamentou a determinação do governo federal de que todas as escolas de ensino fundamental tenham bibliotecas. Leia aqui. A decisão é válida, mas meio óbvia, não?... Só um corpo docente analfabeto poderia aceitar que sua escola não tivesse biblioteca...

De acordo com a pesquisa do Inep(t), apenas 34% das escolas do país, entre públicas e particulares, possuem biblioteca. Mas essa pesquisa, mais uma vez, mostra a inu(p)tilidade desse órgão, que não pesquisou o principal: dos 34% de escolas que possuem biblioteca, grande parte não as têm funcionando, ou seja, trata-se de salas abarrotadas de livros mofando! Para não falar das montanhas de livros encontrados em lixões…

Digitação sem dor - pequenas grandes dicas

Imagem
Passar horas teclando no computador pode deixar seus braços doloridos e até causar lesões musculares. Alguns exercícios previnem o problema. O terapeuta Meir Schneider recomenda: Apoie o braço sobre a mesa com a palma da mão para cima. Com a ponta dos dedos da outra mão, bata de leve no braço apoiado. Isso ajuda a relaxar os músculos. Repita com o outro braço.
Usando o polegar de uma das mãos, massageie a palma da outra mão. Faça vários movimentos (circulares ou para cima e para baixo) em todas as direções, por cinco segundos.
Relaxe os braços e as mãos. Gire cada dedo da mão. Comece devagar, aumente a velocidade dos movimentos e volte à velocidade inicial.
A postura reta também faz toda a diferença! Além disso, a cada meia hora dê uma levantada da mesa, estique os braços, faça uma rotação da coluna, alongue-se para trás e terá uma sensação de conforto. Esses pequenos exercícios são justamente para prevenir a dor na digitação. Quem ainda não teve esse sintoma é que deve fazê-los. A digita…

A escola que deseduca II - Livradas e reguadas em alunos

Imagem
O vídeo contido na reportagem publicada pela Record em novembro do ano passado (leia e veja clicando neste link) é um claro exemplo da escola que deseduca e da mídia que não dá a mínima. A reportagem só teve um tom mais sério porque as câmeras de segurança da escola gravaram as imagens da professora dando "livradas" e jogando uma aluna no chão. Outra mãe já havia registrado BO contra a mesma professora, mas sabemos que o caso só veio a público porque havia um registro visual, que porém não foi mostrado na reportagem! O assunto não teve a mínima repercussão na mídia, morreu e nem pensar de alguém retomá-lo para saber se a professora foi punida.

nessa outra reportagem, que se refere à agressão brutal de um aluno por uma professora nos EUA, gravada por um colega no celular, o apresentador brasileiro não perde a oportunidade para falar que vida de professor não é fácil, que ganha pouco, que precisaria ganhar mais... Está muito certo o amigo Mauro, do COEP, ao reclamar que esse…

Dislexia no Brasil - Alguma solução?

Imagem
Mais uma vez queremos aqui debater o assunto dislexia, pois costumamos receber muitos apelos de pais preocupados com o progresso escolar de seus filhos disléxicos. Não vamos mais recomendar visitas a sites ou organizações voltadas para a questão, pois o retorno não tem sido positivo. Aparentemente, a dislexia e outras disfunções como o DDA e o TDAH continuam bastante desconhecidas no Brasil e as pesquisas andam a passos de lesma. Se alguém puder recomendar algo que tenha realmente RESOLVIDO a vida escolar de seus filhos, por favor informe para o e-mail educaforum@hotmail.com.

Seguem alguns depoimentos a respeito:

Olá, meu nome é Debora. Sou mãe de um garoto dislexo, hj ele tem 8 anos, vou contar-lhes um pouco da nossa historia... que hj ainda é uma luta e uma busca. Meu filho sempre foi lento na escola e tinha dificuldades, eu sempre atribui isso a minha separação que foi brusca com muita dor... pois ele amava seu pai. O tempo passou e ele foi p terapia... 3 anos de terapia. Ele tinha 3…

O velho problema da perua escolar

Imagem
Nestes vinte anos de trabalho pela melhoria da educação pública, soubemos de N problemas com as peruas escolares, além de acidentes graves e até fatais devido à superlotação e ao funcionamento ilegal de muitos veículos. A questão é séria e não apenas do ponto de vista funcional, mas também pedagógico.

Perua escolar, problema pedagógico??? Sim, sim, sim, tudo que envolve criança e escola é questão pedagógica!
Como explicar a uma criança, por exemplo, que seus pais são obrigados a pagar uma perua para o transporte escolar, porque não lhe foi concedida vaga em escola próxima à sua residência, como determina o Art. 53 - V do ECA? E o pior é que essa vaga pode ter sido concedida a outro aluno, conforme a "conveniência" da escola, que muitas vezes escolhe seus alunos. A história mais escabrosa que chegou ao nosso conhecimento foi de uma escola do Grajaú, São Paulo Capital, onde a perua escolar pertencia ao marido da diretora, que negava vaga aos alunos que moravam nas proximidades e…

Verdadeiros educadores - A Série I

Imagem
Este blog é um espaço criado por pais de alunos da rede pública de ensino e dedicado a outros pais de alunos. Dizem as más línguas que aqui "detonamos" professores e educadores. Ao contrário, temos o privilégio de contarmos, entre nossos seguidores, educadores que demonstram seriedade e fogem ao lugar comum. Vamos hoje iniciar uma nova série dedicada a esses profissionais que nos prestigiam e falam a nossa língua.
Iniciamos com a Hegli, educadora ambiental e professora de arte. Seu lindo blog Educação Ambiental Contemporânea segue o lema Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco.Edmund Burke (1729 - 1797)
Basta o pequeno trecho de um texto para perceber o empenho e a honestidade da nossa amiga:
"Mesmo sabendo ser uma situação provisória eu me dedico a ensinar arte como eu gostaria que o professor do meu filho, que estuda em uma boa escola particular, ensinasse a ele. Me desdobro, me esforço, me irrito, me recomponho, me envolvo, me deses…

A escola que deseduca - I

Imagem
Vamos iniciar esta nova série de posts inspirados no artigo Perdão às mães, publicado em 29/04 pela Rosely Sayão, que ousou sugerir às escolas fazer uma reflexão crítica do seu trabalho. Em resposta, ela recebeu uma avalanche de mensagens desaforadas de profissionais "da educação".

Uma reflexão sobre o próprio trabalho cabe a todas as instituições e a todos os profissionais, não é mesmo?... Sim, menos à instituição escola, onde tudo é permitido, até mesmo expulsar uma aluna de 14 anos por "ser lésbica". Impossível? Não, essa foi a última denúncia que recebemos aqui no EducaFórum, questão delicadíssima que não vamos comentar, mas que mostra o despreparo e a irresponsabilidade do nosso sistema educacional. Diga-se de passagem que a escola em questão é particular e bastante cara...

Eu costumo dizer que o pior problema educacional, no Brasil, não é a qualidade do ensino. Enloqueci? O que pode ser pior do que estar nos últimos lugares do ranking internacional?...

A vivênci…

Mensagem de uma professora

Imagem
Sou uma leitora do seu blog. Estou escrevendo para contar que começo a trabalhar essa semana numa escola da prefeitura de São Paulo. Sou formada em Letras e vou dar aulas de Português.

Desde que me formei sempre lecionei inglês em escolas de idiomas, mas cansei de ficar só participando de discussões sobre educação na vida real e virtual e resolvi botar a mão na massa.

As pessoas sempre tentam me assustar dizendo que os alunos são isso e aquilo... mas eu tenho medo mesmo é dos colegas que eu vou encontrar lá, esses que vão ficar culpando os alunos e suas famílias por não conseguirem lidar com eles na escola...

Fui aluna de escola pública a vida inteira, e é incrivel como eu mesma uma época comprei a idéia de que a educação só seria possível nas "incríveis" escolas particulares "top". Sonhei em trabalhar em uma delas e se tivesse filhos, que estudassem lá...


Marília F. Pimenta


Muito boa sorte, Marília! Temos certeza de que você vai se tornar uma excelente professora, pois…

Expulsão de alunos: mais um recorde internacional!

Imagem
No que se refere às crianças e adolescentes, o Brasil tem a legislação mais avançada do mundo, o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Em compensação, trata-se do país mais hipócrita do mundo, pois viola essa legislação da forma mais leviana e impune que se possa imaginar.

Uma coisa tem a ver com a outra: o ECA foi criado há 20 anos justamente em resposta à forma brutal e desumana como eram tratadas as crianças e adolescentes (principalmente as pobres) no país. A resposta da sociedade, de lá para cá, tem sido dura: crianças e adolescentes brasileiros continuam sendo violados em seus direitos básicos, com o agravante de que essas violações são feitas "às barbas" do próprio ECA.

Pior que a existência de crianças e adolescentes sem teto, pior que o abandono de crianças em latas de lixo ou sendo atiradas pela janela, muito pior que tudo isso, é ver a maior riqueza do país, a infância, evadir ou ser expulsa do lugar onde deveria receber o bem maior: o conhecimento.

A Consti…

Perdão às mães

Imagem
A psicóloga Rosely Sayão publicou em seu blog um post bastante polêmico, Perdão às mães, que lhe valeu mais de 150 comentários de todo tipo. Nem sempre concordamos com os textos da psicóloga, mas desta vez aprovamos e elogiamos. Esperamos que as mães que nos procuram, principalmente as que têm seus filhos injustiçados e perseguidos na escola, sintam-se aliviadas de suas dores.


Obrigada, Rosely!