Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Expulsão: a palavra proibida

Você não vai encontrar a palavra expulsão em nenhum documento oficial da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo. Pelo simples motivo que a expulsão da escola é ilegal, ela fere a Constituição Federal e o ECA, que garantem ao aluno "acesso e permanência na escola". Mesmo a palavra sendo proibida, a expulsão é praticada a rodo na rede pública de ensino, não apenas em São Paulo, mas em todo Brasil.
Mesmo que não fosse ilegal, a expulsão da escola é sinal de fracasso da instituição educacional, cujo objetivo é acolher o aluno e motivá-lo para o aprendizado. Esse fracasso é visível e não precisa ser comprovado através de estudos ou estatísticas, bastam aliás os índices IDEB e IDESP, que além do rendimento dos alunos levam em conta a evasão escolar, muitas vezes uma expulsão branca. Se você não sabe o que é uma "expulsão branca", clique aqui.
Bom, pela primeira vez em tantas denúncias de expulsão aqui recebidas, uma mãe de aluno ouviu da diretora da escola de seu f…

A escola que mata a curiosidade

De vez em quando recebemos mensagens tão desesperançadas que não sabemos o que responder! Leiam por exemplo essa:


Sou mãe de um menino de 10 anos, moro no Rio Grande do Norte, ele não sabe ler, mal junta as palavrinhas, estive na escola e pedi se tem como trabalharmos de outra forma p que ele se desenvolvesse, a escola disse que eu teria que pagar um reforço escolar fora da escola! Não tenho condições mesmo o que posso fazer?? No que posso exigir que a escola me ajude? Mesmo sem ele saber ler queriam dar a aprovação dele p o 5°ano, não aceitei, se ele já sofre constrangimento por não SABER LER NO 4° IMAGINE NO 5°.O que posso fazer?

O que sugerir para essa mãe? Leia nossa resposta e dê seus palpites!

Lamentamos muito sua situação! Infelizmente o caso do seu filho não é raro e dificilmente a escola vai resolvê-lo, pois obviamente ela é incompetente. Repetir mais um ano na mesma escola, com os mesmos professores, não vai resolver ou poderá agravar o problema. Sinceramente, procure na sua …

Hino do Palmeiras e receita de miojo - Pérolas do professor

Surgiu uma oportuna polêmica a respeito de certas redações do ENEM: algumas apresentam coerência com o tema proposto mas contêm erros graves de português; outras fogem totalmente do tema ou mostram infantilidade. O questionamento é bom, mas o assunto periga tornar-se mais um instrumento de ridicularização do aluno, como as famosas "pérolas do ENEM". Vamos tentar aprofundar o tema, sempre na esperança de que apareça alguém mais graduado para comentar o assunto.
Duas redações em especial estão sendo colocadas em destaque na mídia e nas redes sociais: uma delas descreve uma receita de miojo, na outra o candidato enche linguiça escrevendo o hino do time do coração. Detalhe: ambas redações receberam nota azul, o que demonstra a incompetência dos avaliadores, muito mais que dos candidatos.
Provavelmente, essas duas redações são apenas a ponta do iceberg, pois a maioria dos estudantes brasileiros não sabe escrever uma simples carta. Isso podemos afirmar, pois nos descabelamos diar…

Mídia nota zero - A série XXVII - A demonização do aluno

EM TEMPO: LEIA, NA CAIXA DE COMENTÁRIOS, A EXPRESSÃO DE UM "ANÔNIMO" QUE  DEMONSTRA EXATAMENTE O QUE COLOCAMOS AQUI. AH, MAS O ANÔNIMO ESTÁ CERTO NUMA COISA: SÓ NÓS MESMOS TEMOS A CORAGEM DE NOS COLOCARMOS A FAVOR DO ALUNO, O QUE REFORÇA AINDA MAIS NOSSOS ARGUMENTOS!
Como já colocamos várias vezes, a cortina de fumaça para disfarçar as falhas do diretor de escola, do professor ou do profissional da educação é a demonização do aluno. Os sindicatos da categoria, com suas poderosas assessorias de imprensa, investem pesadamente nisso e a mídia compactua. O vídeo abaixo, da Rede Record, é "tudo de bom" nesse sentido. Basta assistir à reportagem com algum senso crítico para perceber a manipulação do assunto.

Se você tiver assistido com atenção, me responda: professor está aí para dar aulas ou conselhos? Por que será que essa professora insistiu tanto para dar uma "sugestão" ao aluno, a ponto de empurrá-lo?... Seria para redimi-lo de seus "pecados"? A…

A escola que deseduca XV - Mais uma vez, a questão do celular

Quando os profissionais da educação falam que "a educação vem de casa" - certamente a expressão mais frequente na rede pública de ensino - rebatemos que muitas vezes é a escola que deseduca. O caso a seguir é de um aluno do 3º ano do Ensino Médio. A essas alturas, o estrago certamente já iniciou muito lá atrás, mas não custa mostrar, mais uma vez, como se comportam certos "educadores" e como o aluno é desprezado, sem receber qualquer resposta convincente para seus questionamentos inteligentes e lógicos. Detalhe: esse aluno está certamente marcado para a expulsão: alguém duvida?? Outra coisa que nos entristece é que o texto da mensagem estava absurdamente repleto de erros de português e com algumas frases desconexas. Como esse aluno se sairá no Enem ou no vestibular?... Costumamos dar uma melhorada no texto das  mensagens que recebemos, para não estimular as gracinhas de desocupados que passam seu tempo nos respondendo sobre a "ignorância" desses alunos. …

DE SUL 1 inicia processo de transparência!

Pela primeira vez em anos, uma Diretoria de Ensino nos responde oficialmente, eliminando a necessidade de outros procedimentos burocráticos, principalmente visitas à Secretaria da Educação, que fica sempre muito fora de mão para os pais de alunos da rede pública, que costumam morar na periferia e têm dificuldades para pedir o dia livre às empresas onde trabalham. Quem deu o start para este novo processo de transparência foi o Prof. Sandoval Cavalcante, Dirigente da SUL 1, diretoria da qual até hoje recebemos pouquíssimas reclamações, nenhuma séria como a que nos levou a enviar o e-mail abaixo:
Prezado Prof. Sandoval,
Como já relatamos, até hoje nunca tivemos denúncias graves da sua DE e queremos dar-lhe os parabéns!
No ínterim, surgiu um caso que demonstra as dificuldades de uma das suas escolas em manter a disciplina e entendemos que essa unidade precisa de esclarecimento nesse sentido. No início de fevereiro, uma mãe nos procurou dizendo que a rematrícula do filho estava "condici…

A escola pública como mercado persa!

Recebemos hoje de uma aluna a seguinte mensagem:
Na minha escola, este ano, a diretora decretou que o uso do uniforme é obrigatório. Até aí tudo bem, porém, nesta ultima sexta feira, os inspetores da escola passaram de sala em sala avisando que quem chegasse sem o uniforme não entraria.
O problema é que estou no terceiro ano e será meu ultimo ano na escola, além do fato de eu não achar um uniforme que me sirva.
O que me irrita é que realmente não me deixaram entrar e eu não posso perder as aulas, pois pretendo prestar vestibular e quero estar preparada para tal. Fora que a diretora esta pegando celulares e fones de ouvido nas dependências da escola, quando é proibido o uso deles somente nas salas de aula.
O que eu gostaria de saber é se através da denúncia eu conseguiria mudar algo, porque eu acho isso um absurdo, uma vez que a escola não fornece os uniformes e o uniforme completo custa mais ou menos R$ 150,00 (calça e camisa, somente). Onde eu posso fazer essa denúncia, pois ouvi falar q…

Ameaça resolve???...

É frustrante quando o respeito às leis é condicionado a ameaças e não compreendido como forma de prevenir problemas e dores de cabeça para a coletividade.
Uma mãe nos relatou que a filha havia perdido um livro dentro da escola em 2011 (!) e em 2012 ficou  o ano inteirinho sem o mesmo, pois a escola exigia uma taxa absurda a título de "multa" para fornecer-lhe outro. Respondemos dando uma orientação e recebemos a seguinte resposta:
Hoje eu quero agradecer pela ajuda, minha filha havia esquecido o livro didático na escola no ano de 2011, e por isso ela ficou o ano inteiro de 2012 sem o livro dessa matéria, eu até tentei entrar em acordo com a escola, mas eles queriam que eu pagasse 100 reais pelo livro que é distribuído gratuitamente, então esse ano (2013), pedi socorro a vocês...e...resolveu! Apenas pronunciei com toda educação as palavras CRIME e Ministério Publico, deu tudo certo. Obrigada...
Alguém acha que "deu tudo certo"?...Aguarmos as opiniões de vocês.

A escola em raio X - A série nº 8

Muita gente nos pergunta o que mais fazemos, além de encher este blog de posts queixosos e às vezes contundentes. (Tão contundentes, que no dia seguinte a visitação do blog dobra, rsrs.)
A atualização do blog é apenas a "ponta do iceberg" e muitas vezes os posts não contêm o nome das escolas, muito menos dos pais e alunos que nos procuram, nem dos profissionais envolvidos nas questões citadas. Isso, para evitarmos constrangimentos, ameaças e outras grosserias que podem tardar, mas não falham... A maior parte do trabalho, que é totalmente voluntário e desvinculado de ongs, partidos ou qualquer outra "teta", é o atendimento aos que nos procuram através de e-mails, que chovem diariamente e são respondidos um a um. Às vezes, bastam a orientação sobre procedimentos e informações sobre a legislação para que os pais e alunos aprendam a reivindicar seus direitos, mas isso é raro. A maioria das mensagens chega com muitos erros de português e às vezes o texto fica tão difíc…